SaporeDiVino

Vinho de Corte, Assemblage, Blend, Varietal…

wine-blending

O que significam esses termos?

Quando nos aproximamos do mundo do vinho começamos a escutar algumas palavrinhas que não são muito comuns no nosso dia a dia.  E não pense como muitos que vinho é frescura, com tantos termos, expressões e palavras desconhecidas…

Definitivamente se apaixonar por vinhos não é uma frescura, a grande verdade é que existe um mundo para descobrirmos atrás de uma garrafa de vinho, desde conhecermos as uvas, seu plantio, os processos de produção de um vinho, seu armazenamento, e assim vai…

Então nada mais do que normal começarmos a incluir no nosso vocabulário, palavras novas, afinal de contas estamos descobrindo um novo mundo.

E nesse post quero explicar o que significam os termos vinho de corte, assemblage, blend  e varietal.

Vinho de corte, em português, assemblage, em francês, e blend em inglês. Essas palavras nada mais são do que sinônimos e definem um vinho produzido a partir de duas ou mais variedades de uva (cepa ou casta, como podem ser chamadas também a uva).

O objetivo de produzir um vinho de corte é extrair o melhor de cada uva buscando encontrar sabores e aromas diferentes, tornando-o mais complexo, equilibrado, enfim aumentando a sua qualidade. Algumas vezes se fazem pequenos ajustes para melhorar acidez, sua cor, seu teor alcoólico, sempre buscando a excelência de um vinho.

Dá para perceber que essa é uma arte onde o grande artista é o enólogo.

Para dar o exemplo de um corte clássico, podemos citar o corte bordalês, original da região de Bordeaux, na França, que pode ser feito com seis variedades de uvas: Cabernet Sauvignon, Merlot, Cabernet Franc, Malbec, Carmenere e Petit Verdot. Normalmente os produtores escolhem dois ou três tipos das uvas citadas acima, sendo o corte bordalês mais famoso a combinação entre Cabernet Sauvignon, Merlot e Cabernet Franc.

varietal e corte

O vinho varietal é aquele que recebe o nome de apenas uma variedade de uva.  Eles podem ser produzidos somente com uma única variedade de uva (monovarietal) ou um com grande predominância de uma determinada variedade de uva.

Deixa-me explicar melhor, a produção de vinhos varietais é relativamente uma coisa nova no mundo do vinho. Essa foi uma estratégia desenvolvida pelos americanos nos início dos anos 70 para competir com os vinhos europeus, onde os nomes são designados pela região que produz, como por exemplo, Bordeaux na França e Chianti na Itália.

Então o pensamento foi o seguinte: “Já que a França produz vinhos “Bordeaux”,  Itália produz os “Chianti” então vamos produzir Cabernet Sauvignon, Chardonnay, Merlot…”

Daí se inicia produção de vinhos varietais, que para serem considerados como tal, são regidos por uma legislação (federal ou estadual) que define o percentual mínimo da uva predominante,  ou nos casos de monovarietal  que são constituídos de 100% da variedade escolhida.

Para exemplificar países como Brasil, Chile e alguns estados dos EUA, o percentual da variedade da uva utilizado para que seu vinho seja chamado pelo seu nome é de 75%, enquanto que em alguns países europeus esse percentual pode ser representado por 85%.

Vimos que vinhos de corte são produzidos buscando a excelência da qualidade de um vinho, enquanto que o vinho varietal nasce como uma estratégia de marketing para competir com os vinhos europeus.

Agora a pergunta que não quer calar…

Os vinhos de corte são melhores que os varietais? Não necessariamente.

Encontramos espalhados pelo mundo excelentes vinhos de corte, assim como podemos encontrar também excelentes vinhos varietais. E quem sai ganhando com essa história somos sempre nós, amantes de vinho. 🙂

Gostou do nosso post? Deixe seu COMENTÁRIO e aproveite para nos contar qual é o seu vinho preferido!

Compartilhe com seus amigos. Você pode escolher no Facebook, Twitter ou Google+.

6 comentários sobre “Vinho de Corte, Assemblage, Blend, Varietal…

  1. Livia Salgado

    Descobri vocês no Face, e estou achando bem elaborado o blog.
    Já estudo vinho hà algum tempo e sou uma amante dessa bebida maravilhosa e tudo que ela propicia. Conhecimentos, prazeres, novas amizades e um mundo sem fim de descobertas.
    Lívia Salgado

    1. Iaponira Diniz Autor da Postagem

      Oi Livia,
      Espero que você tenha se inscrito na nossa lista de e-mail. 🙂
      Muito bom receber comentários como o seu, para gente é um grande incentivo!
      Concordo com você que o mundo dos vinhos é infinito… Muito conhecimento e muitos prazeres.

      Se quiser assistir nossos vídeos, temos um canal no youtube: http://www.youtube.com/c/SaporedivinoBrBlog

      Grande abraço,
      Iaponira & Massimiliano

  2. Adelar Balbinot

    Oi Iaponira e Massimiliano,
    Muito obrigado pelo seu conteúdo, suas dicas tem sido de grande valor para aumentar meu conhecimento sobre vinhos. Sem falar nos vídeos publicados, que me ajudam a manter uma relação mais íntima com os vinhos no meu dia a dia, como também adquirindo mais cultura sobre essa bebida dos deuses assistindo os vídeos das visitas as vinícolas.
    Abraços
    Adelar Balbinot
    Carlos Barbosa – RS

    1. Iaponira Diniz Autor da Postagem

      Oi Adelar,
      Ficamos muito felizes de poder contribuir para o seu conhecimento.
      Adoramos o seu comentário.:)
      Muito obrigado.
      Iaponira & Massimiliano

  3. Carlos Magno de Melo

    Gostei do material. Estou fazendo um curso de degustação e com duas importantes informações posso enriquecer meu conhecimento.
    Obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *